CIEE-RS: ESTRUTURA MODERNA PARA INSERIR ESTUDANTES NO MERCADO

AUXILIANDO MILHARES DE JOVENS A CONQUISTAR VAGAS DE ESTÁGIO E APRENDIZAGEM, CENTRO DE INTEGRAÇÃO EMPRESA–ESCOLA DO RIO GRANDE DO SUL BUSCOU SUPORTE DA HT SOLUTIONS PARA SE MANTER À FRENTE NO ÂMBITO TECNOLÓGICO

Com uma base que supera 100 mil inscritos em nível de país, o Ciee (Centro de Integração Empresa–Escola) é uma instituição de assistência social beneficente, privada e sem fins lucrativos, que visa à capacitação de jovens estudantes a fim de facilitar seu ingresso no mercado de trabalho. Por meio de parceria com grandes companhias, a entidade oferece programas de estágio e aprendizagem, entre outros serviços, contabilizando mais de uma centena de unidades de atendimento e mais de 370 mil usuários colocados anualmente. Para tanto, o Ciee precisa de uma estrutura tecnológica robusta e segura, proporcionando cada vez mais encontros entre jovens ávidos pela primeira oportunidade profissional e empresas dispostas a contratar.

Ao adquirir um novo banco de dados SQL, a unidade autônoma do Rio Grande do Sul, com matriz em Porto Alegre, procurou a HT Solutions para realizar sua implantação. Era preciso desenhar um projeto que não apenas viabilizasse o novo ambiente, mas também continuasse atendendo às demandas do Ciee gaúcho ao longo dos próximos anos. Diante desse desafio, a recomendação técnica da HT Solutions incluiu a atualização da infraestrutura existente (já em final de garantia e com mais de cinco anos de uso). “Propusemos uma solução de hardware e software pensada para um horizonte de crescimento de três anos”, explica o gerente de contas Jeferson Lampert, que atuou no case ao lado do arquiteto de soluções Aury Fink Filho.

UPGRADE E GARANTIA

A implantação teve como foco o upgrade tecnológico e a garantia (de cinco anos para hardware, com atendimento em 6 horas), sendo adotado um storage HP 3PAR 7200 com Dynamic Optimization, diretamente conectado a uma enclosure HP BladeSystem c7000 totalmente redundante (com dois módulos de switch Virtual Connect FlexFabric com função de LAN e SAN). “Num primeiro momento, a conexão de cada switch da blade ao core de rede foi a 4 Gb Ethernet, via link aggregation”, explica Aury Fink Filho, salientando a possibilidade de expansão futura para 10 Gb com o uso de cabos DAC específicos. “A conexão do storage 3PAR foi pelo mesmo módulo de switch Virtual Connect Flex Fabric, através de tecnologia Flat SAN, mas com velocidade de 8 Gb Fibre Channel”, complementa.


Com a substituição do storage P2000 legado pelo 3PAR 7200, o Ciee ganhou maior agilidade na tomada de decisão, com relatórios de desempenho mais apurados, transparecendo o salto tecnológico, que também possibilita mudança no nível de raid em volumes quando necessário e diminuição do tempo de escrita/leitura da aplicação – isto pela baixa latência do protocolo Fibre Channel em comparação ao iSCSI utilizado até então. A nova enclosure, por sua vez, melhorou o tráfego interno das blades, com switches dotados de backplane interno de 10 Gb em substituição aos antigos modelos pass-thru de 1 Gb, e melhorou o gerenciamento de redes virtuais quando demandado. A estrutura legada será reutilizada como site de backup num segundo data center.

Foto crédito: Divulgação

Outros cases